COMO COMPRAR MEU CARRINHO DE COMPRAS
 
 
 
 
AUTORES
 
VICENTE FRANZ CECIM


VICENTE FRANZ CECIM iniciou em 1979 a invenção de Viagem a Andara oO livro invisível. Desde então, se devota unicamente a essa obra imaginária, que chama de literatura fantasma e diz escrever com tinta invisível. Os livros visíveis que escreve emergem dessa Viagem, ou, segundo o autor, não-livro, ambientados no território metafísico e físico de Andara – transfiguração da Amazônia onde nasceu e vive, em Belém do Pará, em região-metáfora da vida. Os sete primeiros livros de Andara aboliram as fronteiras entre prosa e poesia. Inicialmente publicados pela Iluminuras e, desde 2004, transcriados pelo autor, reunidos nos volumes A asa e a serpente e Terra da sombra e do não, reeditados pela Cejup, receberam em 1988 o Grande Prêmio da Crítica da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, nessa década também atribuído a Hilda Hilst, Cora Coralina, Mario Quintana e na seguinte a Manoel de Barros. Em 1980, já havia sido indicado como Revelação de Autor, juntamente com João Gilberto Noll. Em 1994, Silencioso como o Paraíso, lançado pela Iluminuras com mais quatro livros de Andara, em que o autor reafirma sua disposição de converter a literatura em pura escritura, foi aclamado por Leo Gilson Ribeiro como “um dos mais perfeitos livros surgidos no Brasil nos últimos dez anos.” Desde então, suas novas obras passaram a ser publicados somente em Portugal. Em 2001, a Íman lançou Ó Serdespanto, livro duplo, em que a palavra cada vez aprofunda o seu dialogo com o silêncio, aqui reeditado em 2006 pela Bertrand Brasil. Apontado pela crítica portuguesa, no jornal Público, como um dos melhores lançamentos do ano, Cecim foi saudado por Eduardo Prado Coelho como “Uma revelação extraordinária!” K O escuro da semente, que a Ver o Verso lançou em Portugal, em 2005 - seu próximo lançamento, no Brasil, pela Bertrand - inaugurou outra fase em sua linguagem, que o autor denomina Iconescritura. Em oÓ: Desnutrir a pedra, quase trinta anos após seu início, Cecim prossegue a invenção de Andara através dessa nova escritura, mesclando palavra, silêncio da página em branco e imagem.

Fotoarte de Bruno Cecim

 
Livros deste autor
Título Categoria Preço
 

oÓ: DESNUTRIR A PEDRA poesia R$ 25.00
< Voltar